segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Trabalho Livre de Pedro Rodrigues, 1.ºP

 

O Leão de Neméia

 

O meu trabalho é uma representação pessoal de um acontecimento mitológico: retrata o primeiro dos 12 trabalhos de Hércules. Tendo de matar a terrível fera que não podia ser morta por um homem normal, por ter couro de material impenetrável para mortais. O seu rugido podia ser ouvido a quilómetros de distância e aterrorizava todos que tentavam matá-lo.

Hércules recebeu de Euristeu a missão de derrotar o Leão de Neméia, para dar fim à devastação que este causava. Euristeu era rei de Tirinto, e o encarregado de ordenar os 12 trabalhos, 12 trabalhos que supostamente seria impossível de completar para qualquer um, mas para Hércules, que era um semideus filho de Zeus, nada era.

Hércules encarregou-se dessa tarefa. Tentou atingi-lo com as suas flechas, inutilmente. Irritado, o herói aplicou com a sua clava um golpe tão tremendo na cabeça do animal, que este caiu desmaiado. Depois de estrangulá-lo, Hércules extraiu o couro do animal com as próprias garras, uma vez que nenhuma arma de ferro o conseguia cortar ou perfurar. E com este couro ele fez um manto invulnerável.

Bem, resolvi representar este acontecimento porque, além de ser um grande fã dos vários mitos gregos, mais precisamente dos trabalhos de Hércules, vejo tudo o que queria viver neles. Isto é, eu vejo uma figura incrível neste herói, vejo aventura, vejo força e eu careço destes dois sentimentos, vivendo uma vida monótona e até entediante que facilmente trocaria por uma aventura onde fizesse algo "impossível". Mas não, infelizmente não é possível, então exploro tudo o que queria viver nesta pintura. Para pintar esta obra usei aguarela, acrílico e lápis de cor sobre uma folha de papel A3.

Pedro Rodrigues, 12.º F





Sem comentários:

Publicar um comentário