A história do ferro de passar roupas

A história do ferro de passar roupas

in: Portal da Educação, quotidinao e bem estar, 28/10/2019, online


Qualquer que seja o uso a que se destina, doméstico ou profissional, o importante é que em ambos os casos, a aquisição de um ferro de passar seja rápido, eficaz e cómodo.
A história do ferro de passar ou engomar começa há muito tempo.
Desde o século IV já existiam formas de alisar roupas. Os chineses foram os primeiros a utilizar uma panela de latão com brasa e a manuseavam por um cabo comprido para obter o efeito desejado.
Madeira, vidro ou mármore eram os materiais mais comuns dos alisadores criados no Ocidente. Eles eram utilizados a frio, uma vez que até o século XV as roupas eram engomadas, o que impossibilitava o trabalho a quente.
No entanto, o ferro de passar, propriamente dito, tem as suas primeiras referências a partir do século XVII, com o ferro a brasa. Somente no século XIX surgiram outras modalidades, como o ferro de lavadeira, a água quente, a gás e a álcool.
A evolução do produto culminou em 1882, com a patente do ferro de passar elétrico, feita pelo americano Henry W. Seely. Somente em 1926, surgiu o primeiro ferro a vapor.






Sem comentários:

Publicar um comentário