quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Uma história a propósito de um Cruzeiro Seixas...

 

Cruzeiro Seixas
No dia a seguir ao nosso casamento
1967

Uma Viagem… por Mara Silva, 12.ºF                                                                                                                

    Duas amigas viajam juntas e precisam parar na beira da estrada, com o seu animal de estimação. Estas duas amigas exploram o mundo de mochila às costas e coleira na mão, mas às vezes um descanso é necessário. Tiveram de parar numa zona deserta e o calor era insuportável! Era quase impossível ficar parado naquele clima seco e cruel. Mesmo naquela noite escura e sombria, as poucas estrelas que brilhavam, brilhavam quase tanto como os olhos das meninas ao pensarem nas próximas aventuras que teriam. E então partiram novamente à descoberta... e imaginaram os novos sítios e culturas que iriam conhecer.



Uma Sereia… por Alícia Monteiro, 12.ºF

    Uma sereia estava perdida, à procura do corpo de alguém importante. Nas profundezas do mar estavam enormes peixes a rodear o corpo que já não se encontrava à vista. Aparece então algo à beira, parece ser um animal marinho ou alguma planta marinha, azul, muito azul. Quando se aproxima consegue reparar que era o seu amado, que afinal tinha sido transformado num animal marinho, azul, e bizarro. Perdida, sem saber o que fazer, vai em busca de respostas no mar com a ajuda dos peixes.



Neste quadro... por Tiago Rodrigues, 12.ºF

    Estão visíveis cinco figuras diferentes: dois peixes que estão a voar; algo que aparenta ser uma mulher com penas no tronco e sem braços, com uma cara simplificada que aparenta uma forma de lua pousada na cabeça; uma espécie de mistura vermelha de uma cobra com uma mulher sentada; um touro torcido e com curvas exageradas, com pés humanos e sem cabeça ou pernas da frente. Estranho!...



Simbologia... por Ângelo Coelho, 12.ºF

    Esta obra representa a paz depois do conflito, sendo que a figura da direita, figura em movimento que aparenta estar a vir em direção às outras quatro figuras, está a fazer sinais de meditação que sugerem paz e harmonia. Para além disso, esta figura possui uma Lua na cabeça, sendo que esta é um símbolo de fertilidade e de renovação.

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Colagem

Composição com um bule, um açucareiro e duas chávenas. Técnica de colagem. 11.ºE



Sílvia Silva




Sara Costa




Érica Lopes

A Transformação das Coisas

Desenho realizado a partir da transformação de uma natureza morta. 
Utilização de técnica mista. 12.ºF



 
Inês Sousa





 
Ângelo Coelho





 
Tiago Rodrigues





 
Pedro Rodrigues





 
Maria Gonçalves


 

Natureza Morta

Linha, trama, transparência, opacidade, metal, vidro, brilho.
Lápis de grafite, 12.ºF



Mara Silva




Inês Sousa




Ângelo Coelho




Érica Amorim




Tiago Rodrigues




Alícia Monteiro




Pedro Rodrigues




Maria Gonçalves




Sofia Santos




Beatriz Filipe

Transparências

Desenho com grafites. 12.ºF


Inês Sousa




Ângelo Coelho




Tiago Rodrigues




Sofia Santos




Pedro Rodrigues




Maria Gonçalves




Mara Silva

Frutas

Registo de um conjunto de frutos.
Recurso a canetas de feltro.
Utilização de tramas.

11.ºE

José Veiga

Sílvia Silva

Sara Costa

Joana Madureira

Cátia Matos

Beatriz Pereira








Um vaso com uma planta

Registo de apontamento de um vaso com uma planta. 
Recurso à linha e à caneta de feltro. 
Trabalho do 11.ºE

Beatriz Pereira



Joana Madureira



Rodrigo Bonina



Sara Costa



José Veiga



Sílvia Silva


 
Daniela Dias

domingo, 11 de outubro de 2020

Candeeiros Joan Miró: Educação Visual 7º ano da turma H de 2016 .Trabalho proposto por Ana César

 















Candeeiros Pablo Picasso : Educação Visual 7º ano em 2016

 Reviver o passado em Brideshead....não!!!!

É mesmo em Águas Santas, corria o ano de 2016....

Os alunos de 7º ano de escolaridade realizaram estas réplicas de obras de Pablo Picasso numa superfície muito especial, porque  delicada (papel de arroz), irregular e difícil (superfície esférica).

Os resultados foram surpreendentes.....sou suspeita!

Ana César