sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Visita de estudo a Lisboa


Em 14 de dezembro 24 alunos do ensino secundário e 170 do 9.º ano visitaram espaços de artes plásticas em lisboa e Cascais. A iniciativa foi do grupo disciplinar de Artes Visuais. Foram realizadas visitas aos museus/fundações: Casa das Histórias (Cascais); Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva (Lisboa); Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa). Em todos os espaços os alunos do ensino secundário realizaram visitas guiadas. Os alunos do 9.º ano de escolaridade realizaram visitas guiadas na Fundação Calouste Gulbenkian, nomeadamente no Centro de Arte Moderna e na Coleção do Fundador. Para estes alunos, nos restantes museus, foi composto um guia com questões às quais tiveram de dar resposta escrita.
Os alunos comportaram-se de forma exemplar e mostraram interesse pelas obras observadas. Na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva os alunos do 9.ºC e as professoras que os acompanharam, Maria do Céu Tostão e Luísa Ferreira, no final da visita, foram contemplados com um conjunto grande de catálogos de exposições ocorridas na Fundação. Estes livros serão entregues na Direção do Agrupamento. 
O grupo de Artes Visuais faz um agradecimento muito especial à colaboração e empenho de todos os professores envolvidos nesta atividade, sem os quais a visita não teria sido possível.

Cristina Magalhães (professora de Artes Visuais)


Cristina Magalhães, 9.ºA e 9.ºC
Casa das Histórias-Paula Rego

Cristina Magalhães, 9.ºA e 9.ºC
Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva

Cristina Magalhães, 9.ºA e 9.ºC
Fundação Calouste Gulbenkian

No âmbito da disciplina de Desenho A, dia 14 de Dezembro, realizamos uma visita de estudo em alguns pontos de interesse da cidade de Lisboa. Tanto a nossa turma (12.ºano) como a turma de 10.ºano tiveram visitas guiadas em todos os museus e fundações.
Começando o dia bem cedo e depois de uma viagem até à capital, chegamos ao nosso primeiro destino: a Fundação Árpad Szenes – Vieira da Silva. Nesta fundação pudemos aprender a história da vida do casal e apreciar parte da obra de ambos. No museu estava não apenas a coleção de obras do casal, mas também artistas contemporâneos, amigos e seus discípulos. Aprendemos, também, que a obra dos dois era bastante ampla, divergia em pinturas, ilustrações, gravuras, entre outros. Após esta parte da visita permanecemos no jardim das Amoreiras, local onde Vieira da Silva residia. Seguidamente visitamos a Fundação Calouste Gulbenkian, começando por uma breve volta aos jardins para depois entrarmos na exposição. Foi também um local bastante interessante, repleto de arte moderna, que incluía obras dos conterrâneos Amadeo de Sousa-Cardoso, Paula Rego e Vieira da Silva.
No fim desta visita, rumamos a Cascais para visitar a Casa das Histórias da Paula Rego. A sua coleção, constituída por pintura, desenho e gravura contém também algumas obras do seu marido Victor Willing.
No fim deste dia agradável, retornamos ao Porto com uma nova visão sobre a arte moderna portuguesa e até um novo olhar sobre o íntimo das vidas dos vários artistas da nossa história.

Maria Inês Lago, 12.ºE


Miriam Martins
Jardim das Amoreiras


Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Jardim das Amoreiras

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Fundação Calouste Gulbenkian

Ana César
Casa das Histórias Paula Rego

Sem comentários:

Publicar um comentário